22/06/2010

Eu te Mando O meu Amor!!

O que me resta da presença é o tempo que se perdeu, não vejo o oceano antigo nem mesmo o sol descrevendo teu corpo. Armários silenciam o tempo e não ouço mais as frases que todas as noites dizias. Resta o gosto amargo e também o azedo dessas uvas na mesa; queria te encontrar no desfeito jardim onde as crianças correm e se esquecem. O tempo não existe, machuca a ausência, teu rosto não se apaga os cabelos se ascende como uma estrela furiosa.

12/05/06*

Nenhum comentário: